quarta-feira, 1 de junho de 2016

Passatempo Dia da Criança 2016

As crianças são um amooooooor, isto já é um dado adquirido. Conseguem surpreender-nos a cada dia que passa, com a sua vivacidade, perspicácia, doçura e... malvadez.
Let's face it, até os maiores anjinhos conseguem ser verdadeiros diabinhos e é por isso que o enunciado deste passatempo vai ser ligeiramente diferente... em jeito de homenagem a todas as vergonhas que os mais pequeninos já nos fizeram passar. 

Que as crianças são os maiores causadores de momentos embaraçosos devido à sua inocência e total ausência de malícia já ninguém duvida, mas para sermos francos acho que já tivemos a nossa quota parte de situações inconvenientes quando aos dois anos aquando à pergunta do que desejaria ser quando fosse maior o nosso filho respondeu que queria ser um "psicopata".

Assim, e para vos mostramos que não estão sós nesta jornada de vergonhas, reunimos num só post as maiores atrocidades da nossa pequena criatura, os momentos mais desairosos de toda a sua existência... da série "caraças-que-tanto-jeito-me-dava-um-buraco-agora"!
Seleccionados cuidadosa e escrupulosamente num Top 3 só para vocês...


Caraças-que-tanto-jeito-me-dava-um-buraco-agora #1
Era um dia de calor abrasador em que a Diana tinha milhares de coisas a fazer, entre elas a de ir comprar roupa para ele. Surpreendentemente, conseguiu fazer tudo em tempo record e deixar os saldos para o fim.
O puto experimentou tudo... calças, camisas, T-shirts e portou-se divinalmente, tanto que saíram da loja e ela decidiu levá-lo a lanchar alguma coisa boa, em jeito de recompensa (há que mimar os filhos, afinal são eles que um dia vão escolher o nosso lar).
Como é que a confusão começou?
Ele teimou que queria um bolo cheio de creme de uma pastelaria, a mãe disse-lhe que não, que não tinha bom aspecto e que mais valia ir a outro lado. Sugeriu procurarem outra confeitaria mas um demónio qualquer deve-se ter apoderado dele, que começou a gritar e espernear no meio da rua. A Diana - que não estava com grande paciência para fitas - disse-lhe que já nem sequer iriam lanchar, iam apanhar o autocarro directamente para casa.
Mal ela sabia que tinha acabado de despoletar a raiva do pequeno delinquente...
Na paragem estava muita gente, na sua maioria senhoras de idade, que ficaram todas entusiasmadas com o tamanho dele (e a sua cara de bonequinho):
"Que bebé tão querido!"
"Queres sentar-te à minha beira, meu amor?"
Aproveitando-se da súbita atenção, aquela pequena mente maquiavélica engendrou um plano de retaliação e começou a lamuriar-se, entre suspiros:
- Aaai!Tenho tanta fome!
A Diana começou a sentir os olhares reprovadores...
- Tenho fome, mãe... dá-me um bolinho, por favor!
Aqui já começaram a comentar baixinho...
- Mamãzinha, dá-me de comer que eu estou cheio de fome!
Aqui já era TODA a gente a olhar para ela, a recriminá-la...
- Ó mãe, mãe... nem que seja um pão... qualquer coisa!Tenho fome e tenho sede.
Nesta parte olhavam para a Diana com tanta raiva que se pensamentos matassem ela já estava morta e enterrada.
Mas o raio do miúdo não se coibiu de pregar mais uma tábua no caixão e desferir o golpe de misericórdia (ou o coup de grâce, se estivermos numa de sofisticação). Ainda antes da chegada do autocarro, e não se dando por satisfeito, diz D.Gui com uma vozinha de desespero:
- Já não como há tantos, taaaaaaaaaaaaantos dias!!!

Caraças-que-tanto-jeito-me-dava-um-buraco-agora #2
Quando o nosso puto era pequeno tinha uma grande panca por narizes. Gostava deles, pronto...
Dava-lhe para os apertar, beliscar, morder e outras coisas que tais...
Um dia, era o nosso jovem criminoso apenas um imberbe bebé levei-o a passear. Fomos ao cinema, comer fora, andamos a tirar fotografias, fomos ao Toys 'R' Us comprar um peluche  gigante... um programa em cheio!
A determinada altura o Gui começou a ficar com sono e pediu colo, coisa a que acedi prontamente.
Andamos um bocado quando de repente e o pequenitates afinfa-me com os dentes na sua parte anatómica favorita e não larga! 
Senti cá uma dor! Mas que dor! Parecia que tinha ficado sem nariz e, quase de forma irreflectida, dei-lhe uma palmada no rabo.
Ui! A fúria que fui despoletar!
O puto, pouco habituado a represálias, ficou todo sentido e eu - ainda todo dorido - disse que já não o levantava mais e dirigi-me para o metro.
Como estava muita gente na fila - era o final do mês e andava tudo na renovação dos passes - como bom pai que sou peguei nele ao colo para o confortar, não fosse ele ter medo da confusão.
O Gui, perito em vindictas, começou logo a falar alto:
- Ai agora já gostas de mim?
Só por te dar beijinhos no nariz levei uma grande coça...
Põe-me no chão, que tu és mau!
Mas isto muito alto, numa estação, que, repito, estava CHEIA de gente.
Baixinho, pedi-lhe para se calar senão levava outra palmada (que, reitero, foi em cima da fralda e com a mínima das forças) mas o histérico continuou:
- Por favor não me batas mais...
Estás sempre a bater-me!
Eu sofro tanto!
Sou um desgraçado!
(Esta do desgraçado ainda hoje é mítica cá em casa!)
-Laaaaaaaaaaarga-me!Tu não és meu pai!
Sempre que recordo esta cena lembro-me de ter agradecido mentalmente a todos os deuses não haver segurança por ali. Já me estava a imaginar numa esquadra da polícia qualquer a ter que provar que éramos, efectivamente, pai e filho...
- Deixa-me ir para o chão!
- Largue-me senhor, por favor!
Aqui admito que me enervei, coloquei-o no chão e disse que de castigo ia a pé para casa.
Responde ele aos gritos:
- A pé? Eu nem consigo andar! Estou cheio de pisaduras!

Caraças-que-tanto-jeito-me-dava-um-buraco-agora #3
Admitimos que penamos para conseguir escolher só uma, quem nos lê há algum tempo sabe muito bem aquilo que sua excelência é capaz e a catrefada de situações constrangedoras pelas quais nos faz passar diariamente mas a Gui o que é de Gui, pelo que sem mais demoras vos apresentamos a medalha de bronze:

Era noite de Natal.
Amor, paz, união, aletria, rabanadas e outras coisas que tal.
Estava a família reunida à mesa em a atirar-se desalmadamente à consoada quando ouvimos o Gui, na altura com três anos a dizer alto e em bom som à filha da dona da casa, de seis:
- O quê? A tua avó encontrou-te numa couve do quintal? És tão idiota! Não vês que os pais têm uma sementinha nos tomatinhos que faz crescer bebés às mães?

Podia acabar aqui.
Já tinha traumatizado a criança e engasgado muita gente (e o bacalhau que até é de difícil digestão e tudo...) mas não.
Não satisfeito com a façanha, quis garantir que não fossemos convidados para as quadras festivas durante esta e próximas gerações, pelo que ainda se virou para a mãe dela e perguntou-lhe, com a maior das descontracções:
- Não é verdade, Carla, não fizeste sexo?

É demasiado mau. Temos noção disso. E passamos vergonhas monumentais.
Mas é assim TÃO grave?
Na altura ficamos chateados, com vontade de o esganar e a temer pela nossa sanidade mental (Oh my God, we've created a monster!) mas é também nestas alturas que nos lembramos dele na enfermaria do hospital à espera de ser operado...
Quatro aninhos de existência, uma quietude fenomenal e só uma preocupação em mente quando finalmente o foram buscar:

-"A minha mãe vai ficar bem?"

E a raiva dissipa-se, sentamo-lo, lá lhe explicamos bem o porquê de não poder ser assim tão mauzinho e ele lá acaba por entender o porquê de não poder voltar a fazer destas.
Continua sim a deixar migalhas no sofá, a espalhar pasta de dentes no lavatório e a perder os leguinhos em todos os cantos da casa.

As crianças tem a sua individualidade, a sua própria personalidade, os seus gostos e nunca os podemos castigar por fazerem algo alheio à nossa vontade senão eles nunca crescerão felizes!
Claro que não os vamos deixar soltos por aí a fazer maldades (e a envergonhar-nos para a posteridade!) mas fora isso cremos que não devemos tentar moldá-los à nossa maneira senão nunca poderia descobrir quem eles são, de facto.

As crianças necessitam de espaço para crescer, para dar asas à criatividade. Precisam de brincar, correr, esbracejar, gritar, cantar, rir a bandeiras despregadas,romper a roupa, sujar-se todas e descobrir o mundo ao seu redor. Precisam de fazer castelos na praia (e comer um bocado de areia), molhar os pés na água gelada do mar, pisar folhas e poças, deitar-se na relva de papo para o ar, fazer uma grande salgalhada com plasticina, ajudar a fazer bolachas e comer a massa toda e pintar a cara toda com a maquilhagem da mãe.
É saudável fazer asneiras, não vem grande mal ao mundo se tivermos uma criança que se encharca com o nosso perfume, faz mini obras de arte nas paredes e salva os bonequinhos com respiração boca-a-boca quando eles caem acidentalmente no frasco da Nutella.

Temos que deixar os nossos filhos exprimirem-se, fazer as coisas à vontade deles e deixá-los viver e ser crianças à vontade. Há que os deixar evoluir e aprender com os erros, distinguir o "certo" do "errado".

Nenhuma criança, por mais amorosa que seja, é perfeita. Continuamos super orgulhosos dele (nem que seja por saber contar até dois) mas admitimos que ele é super temperamental com sono, que resmunga até cair na cama, perde tudo (só este ano já lhe comprámos duas flautas) e que está constantemente a partir coisas sem querer...
O que fazer? Ralhar? Bater?
Como poderíamos, se nós em crianças éramos exactamente iguais?
Super distraídos, super desastrados...e ainda agora nos fartámos de perder tralhas?
As coisas substituem-se (é a vantagem de não ter nada excessivamente caro) mas as recordações ficam para sempre.
De que se irão lembrar as crianças maltratadas quando forem grandes? Crianças infelizes tornam-se adultos infelizes, é um ciclo vicioso.  
No entanto, é óbvio que não nos coibimos de castigar o puto se ele tiver uma postura maliciosa ou for mal-educado. Limitámo-nos é a "corrigir" e repreender maus comportamentos. Só!
Porque eles são PEQUENINOS e aos PEQUENITOS perdoa-se tudo!

Pelo menos foi o que fizemos e, até ver, está a correr bem. Continuamos a não ter um puto perfeito mas temos um miúdo bom, carinhoso, que se preocupa com os outros, que está atento ao que se passa à sua volta, que gosta de ler, de pintar e de fazer bandas-desenhadas. Que come tudo sem fazer fitas e se porta bem em qualquer lado.
Um menino encantador, determinado, cómico, inteligente, cinéfilo, gozão e super inocente.
Que distribui mais de mil beijinhos por dia... mas continua a ser um safado de primeira.

Se têm um pestinha igual aí por casa então este passatempo é para vocês.

Aliámo-nos à Ambar - Ideias no Papel, Disney Portugal, Editorial PlanetaEditorial Presença, Fruut, Hom3LEGO, MetronicPorto Editora e Science4You para vos oferecer prémios muuuuuuuuito especiais.
Fiquem a conhecê-los:

Constituído por:

Vamos ajudar a Doutora Brinquedos, a Lãzinha e o Valentim a cuidar de todos os brinquedos na Clínica do Jardim! A Susie Sunshine está doente e precisa da ajuda da Doutora. Sabes o que fazer? Vamos ao check-up para saber qual é o problema! A Lãzinha está ali para dar um cobertor, uma ligadura ou um abraço se for preciso. Mas assim que a Doutora acabar as suas tarefas, vamos todos brincar no escorrega, o Valentim mal pode esperar.

Inclui figuras LEGO® DUPLO®: Doutora Brinquedos com estetoscópio, Lãzinha e Valentim.
2-5 anos de idade

Temos quatro kits para oferecer.

Constituído por:
Dimensões: 360x460x160mm

Constituído por:
 - Um jogo Os Primeiros Passos no Origami - Dinossauros, da Science4You;
- 80 folhas coloridas
- Livro educativo com 36 páginas

Descobre:
- O que é o Origami;
- Em que país surgiu esta técnica;
- Como podes construir um T-rex apenas com um pedaço de papel;
- Como fazer mais de 20 dinossauros em Origami, através de dobragens de papel;

KIT #4
Constituído por:
- Um livro Muitos, Mas Mesmo Muitos, Ocelotes! - Diário de um Minecrafter - Livro 4, Minecraft Family (Editorial Presença);

Este quarto livro do Diário de Um Minecrafter leva-te numa aventura muito divertida até às profundezas da selva!
Junta-te ao Steve enquanto ele resolve o enigma dos brilhantes olhos encarnados, parte numa épica Demanda por Bolachas e faz um novo amigo, o Newton!

Acompanha o Steve à medida que ele faz importantes descobertas, como por exemplo:
• Como evitar uma «gatástrofe».
• Alguns alimentos NÃO querem ser comidos.
• Os Endermen não são os ÚNICOS ladrões no Minecraft.
• Pescar no Minecraft é uma atividade desconcertante.
• Os mobs têm um Dia Nacional?
• Ele não é o único «gato aterrado» na selva.
• E muito, muito mais!
Com ilustrações muito engraçadas e um enredo imaginativo, este livro é uma leitura obrigatória para todos os fãs do Minecraft.

KIT #5
Constituído por:
- Dois cadernos agrafados A5 80F WWE, da Ambar;
Folhas: 80
Dimensões: 148x210x8mm
Tipo de Capa: Cartolina
Tamanho: A5

- Uma capa A4 4 Argolas lombada estreita WWE, da Ambar;
Dimensões: 257,5x320x45mm
Ferragem: 4 Argolas
Tipo de Capa: Cartão

KIT #6
Constituído por:
- Um livro A Dupla Terrível Ainda Pior de Mac Barnett e Jory John - Editorial Planeta;
Ilustrações de Kevin Cornell

Chega agora o 2.º livro de uma série maquiavelicamente divertida.
Depois de Diário de um Banana, nada fez soltar mais gargalhadas aos leitores do que esta Dupla Terrível!

Uma série que é um sucesso internacional, com edições em várias línguas, e que entrou directamente para o top infantil do The New York Times, na semana em que foi posto à venda.
Neste segundo livro da série ilustrada mais louca e divertida, Mac Barnett e Jory John, os amigos e autores multipremiados, mostram mais uma vez como as partidas, nas mãos dos mais indefesos, podem ser armas de justiça – e de muitas gargalhadas!

A temível dupla das partidas vira do avesso a Academia de Ciências e Letras de Vale do Bocejo quase todos os dias.
As partidas alegram os colegas e embaraçam o arqui-inimigo – o enfatuado director Barkin.
Mas, um dia – no dia da fotografia da escola, para sermos mais precisos – a partida vai longe de mais, e o director Barkin acaba despedido!
Quem o substitui? O director Barkin Senior, o seu tenebroso pai.
O novo director dirige a escola com mão de ferro, decidido a exterminar qualquer traço de diversão.
Nada de trabalhos de grupo. Nada de Dia do Pijama.
E. ABSOLUTAMENTE. NADA. DE. PARTIDAS.

Constituído por:
- Uma embalagem Fruut Abacaxi de 20g;
- Uma embalagem Fruut Maçã & Canela de 20g;
- Uma embalagem Fruut Pêra de 20g;
- Uma embalagem Fruut Maçã Verde de 20g;
- Uma embalagem Fruut Maçã Vermelha 20g;

Temos dez kits para oferecer.

Constituído por:

ESCRITORA E ILUSTRADOR DESTE LIVRO VENCERAM  O PRÉMIO DE LITERATURA INFANTIL DO PINGO DOCE COM O LIVRO "DE ONDE VÊM AS BRUXAS"

A mãe avisa que tem uma novidade para contar e o filho quer adivinhar o que é. Tem a ver com a barriga da mãe que começa a crescer…

Uma barriga que cresce é motivo de curiosidade.

E se for a barriga da mãe?
Nesse caso a curiosidade aumenta.
A única coisa que sabemos, relacionada com a barriga redondinha da mamã, é que se trata de uma novidade-espantosa-especial.
Aquários com peixinhos, reis maldispostos, ou árvores prontas a emergir do umbigo?

Afinal, qual é a resposta para este mistério?

Constituído por:
Dimensões: 215x70mm

Folhas: 120
Dimensões: 167x220x15mm
Tipo de Capa: Capa Dura
Interior: Papel branco 120 Folhas 70g
Tamanho: A5

Constituído por:
- Um livro A Terrível Tia Alberta, de David Walliams;
Do autor dos bestsellers Avozinha Gângster e Doutora Tiradentes, uma nova aventura de partir o bico a rir!

Tens uma tia malvada? Ela:
• obriga-te a comer sobremesas nojentas?
• tricota camisolas ásperas que dizem ADORO A MINHA TIA à frente?
• dá-te beijos repenicados e belisca-te a bochecha com força?
Pois, por muito terrível que a tua tia seja, jamais será capaz de superar a malvadez da Tia Alberta.
Não acreditas? Então, lê e descobre!

KIT #11
Constituído por:
- Uma mochila escolar Pucca, da Ambar;
Dimensões: 320x420x145mm

KIT #12
Constituído por:
- Uns auscultadores 480156, da Metronic;
Com o seu design e acabamento de couro , estes auscultadores ajustáveis isolam o ruído
exterior e oferecem um excelente conforto auditivo.

Características:
• Cor violeta;
• Jack 3,5mm OR;
• Almofadas de couro;
• Auscultador ajustável;
• Controle de volume integrado no cabo;

KIT #13
Constituído por:
- Um livro As Aventuras do Jovem Jules Verne - Viagem ao Abismo, da Editorial Planeta;

Uma colecção que pretende incentivar o gosto pelos clássicos.
Esta série aproxima a figura do escritor Júlio Verne e a sua obra aos leitores mais jovens através da proposta de, em cada livro, o jovem Jules Verne viver uma aventura que mais tarde inspirará as suas grandes novelas. 

Por um futuro mais criativo, justo e divertido para todos.
É o lema que move estes jovens aventureiros a defenderem os inventos geniais e o progresso e a enfrentarem o conservadorismo retrógrado do pérfido director da escola! 

Jules e os amigos estão contentes porque o progresso e os avanços científicos parecem estar a chegar definitivamente a Nantes: terá ali lugar uma importante reunião internacional e o comboio está prestes a unir a cidade a Paris.
Mas a poderosa organização criminosa anti-progresso não pode tolerar isto. Nem sequer agora, que precisa de cientistas que conheçam bem os minerais do interior da Terra. 

Será aí, nas profundezas, que Jules, Marie, Huan e Caroline, os  Aventureiros do Século XXI, irão descobrir o demoníaco plano tramado pela organização e viverão uma nova aventura «por um futuro mais imaginativo, solidário, justo e divertido para todos».

Constituído por:
- Um conjunto de pins Homem-Formiga, da Disney Portugal;
- Um porta-chaves Homem-Formiga da Disney Portugal;

Armado com a incrível capacidade de encolher em escala mas aumentar proporcionalmente em força, o ladrão Scott Lang une forças com o seu novo mentor, o Dr. Hank Pym, para proteger o segredo por trás do seu espectacular fato de Homem-Formiga de alguns dos mais impiedosos vilões. Com o destino da humanidade em jogo, Pym e Lang têm agora de executar um ousado e perigoso golpe antes que seja tarde demais. Esta é uma emocionante aventura que não vai deixar ninguém indiferente.


Dimensões: 226x297x15mm
Tipo de Capa: PP
Tamanho: A4


Dimensões: 210x297x8mm
Tipo de Capa: Cartolina
Tamanho: A4


Dimensões: 120x150x15mm
Tipo de Capa: Capa Dura
Interior: Papel branco 120 Folhas 70g
Tamanho: A6

Constituído por:
Vinil autocolante com impressão digital laminada.
Imagem à escolha: podes seleccionar o que bem te aprouver: super-heróis, bandas-desenhadas ou até a tua foto favorita.

Constituído por:

Uma personagem esquiva e misteriosa desembarca na Ilha das Baleias, perseguida por jornalistas e fotógrafos. Será que se trata mesmo da Rebecca Sabó, a diretora da famosa revista de moda Ratogue, em busca de tranquilidade? As Tea Sisters investigam!

Constituído por:
- Uma capa de telemóvel Os Vingadores 2- A Era de Ultron, da Disney Portugal;
Dos estúdios Marvel chega-nos o mais recente fenómeno global do Universo Cinematográfico da Marvel: Os Vingadores: A Era de Ultron. Tony Stark (Robert Downey Jr.), longe de prever o real impacto das suas intenções, cria, inadvertidamente, Ultron (James Spader), um maquiavélico robot  cujos objectivos visam alcançar a paz mundial via a extinção em massa. Cabe agora ao Homem de Ferro, ao Capitão América (Chris Evans), Thor (Chris Hemsworth) e Hulk (Mark Ruffalo), reunirem-se à Viúva Negra (Scarlett Johansson), Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) e Nick Fury (Samuel L. Jackson) para, juntos, derrotarem Ultron e salvarem a Humanidade... se conseguirem. Esta é uma extraordinária aventura que não podes perder!

Com toda a ternura e humor que o público espera dos estúdios da Walt Disney, Big Hero 6 – Os Novos Heróis, é uma comédia repleta de ação e aventura, que nos apresenta Baymax, um adorável robô de companhia, que desenvolve uma ligação especial com um menino prodígio da robótica Hiro Hamada.

Quando uma série de eventos devastadores, catapulta-os para o centro de um malévolo plano em marcha nas ruas de San Fransokyo, Hiro recorre a Baymax e ao seu eclético grupo de amigos – o viciado em adrenalina Go Go Tomago, o organizado Wasabi, a maga da química Honey Lemon e o divertido Fred – e juntos transformam-se numa equipa de heróis improváveis.

Leva para casa Big Hero 6 – Os Novos Heróis, uma aventura bem ao estilo dos comics com hilariantes e inesquecíveis personagens. É diversão garantida para toda a família.

FILME VENCEDOR DO ÓSCAR 2015 NA CATEGORIA DE MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO

Constituído por:

Pela primeira vez, um livro que conta aos mais jovens a história de Mandela, escrito por uma autora portuguesa. Vem conhecer Nelson Mandela e a aventura admirável da sua vida, que mudou um grande país de África e se tornou um exemplo para o mundo inteiro de como a paz é possível, se todos quisermos mesmo!
Quando somos vítimas de injustiças, ficamos zangados – é natural. Mas é preciso alguém mesmo extraordinário para fazer da zanga de muitos uma enorme maré de boa vontade, e transformar um país muito zangado numa nação em que todos trabalham para a paz e o bem de todos. Um exemplo que resgata a nossa fé nos Homens e em nós próprios, na nossa capacidade de fazermos a diferença, para melhor, se assim o decidirmos.

Um livro com fantásticas ilustrações da ilustradora Sandra Lavandeira, escrito numa linguagem acessível, especialmente dirigido aos mais jovens e a todos os que queiram conhecer o lado humano de um herói dos nossos dias. Mandela, o Nobel da Paz que soube ultrapassar cor, raça, religião e diferenças culturais ou políticas para ser um exemplo para o mundo. Mandela, o homem que, como o próprio diz, não é, nem quer ser, nenhum santo.

Constituído por:

Realizado por Jon Favreau («O Chef», «Homem de Ferro», «Elf – O Falso Duende»), baseado na história intemporal de Rudyard Kipling e inspirado no clássico de animação da Disney, O LIVRO DA SELVA é a nova aventura épica em imagem real sobre Mogli, um rapaz que foi criado por uma família de lobos. No entanto, Mogli descobre que já não é bem-vindo na selva quando um tigre assustador, Shere Khan, que carrega cicatrizes feitas pelo Homem, promete eliminar tudo o que lhe pareça uma ameaça. Convidado a abandonar a única casa que conheceu, Mogli embarca numa cativante viagem de auto-descoberta, guiado pela pantera que se torna no seu mentor, Bagheera, e pelo urso com espírito livre, Balu. 
O LIVRO DA SELVA combina na perfeição imagem real com animais e ambientes criados com computação gráfica, usando tecnologias e técnicas de narração avançadas para que o público entre num mundo encantado e exuberante.

- Uma folha de autocolantes Zootrópolis, da Disney Portugal;
- Uma caneta Zootrópolis, da Disney Portugal;
A moderna metrópole mamífera de Zootrópolis é uma cidade como não existe igual. Composta por zonas de habitats, como a luxuosa Praça Saara ou o Distrito Tundra, é um local onde animais de todas as espécies podem viver juntos – um sítio onde não interessa quem se é, desde o maior elefante até ao mais pequeno rato, pois cada um pode ser quem quiser. Mas quando a optimista agente da polícia Judy Hopps chega, descobre que ser o primeiro coelho numa força policial de grandes e difíceis animais, não é fácil. Determinada em vingar, agarra a oportunidade de resolver um caso, mesmo que isso signifique ser parceira de uma faladora, rápida e fraudulenta raposa, Nick Wilde, para resolver o mistério.

KIT #21

Constituído por:
- Um livro A Feiticeira das Cinzas, de Tea Stilton - Editorial Planeta;
11.º volume de outra emocionante aventura da série Princesas do Reino da Fantasia que conquistou o coração de muitas jovens leitoras, com mais de 35.000 exemplares da colecção vendidos no nosso país.

Após a derrota do Príncipe sem Nome, as princesas têm de enfrentar um novo e aguerrido inimigo: as Feiticeiras Cinzentas.
Antigas aliadas do Rei Malvado, estas criaturas sem tempo estão determinadas a combater as Princesas com as armas da Magia sem Cor.
Numa batalha sem precedentes, as cinco filhas do Rei Sábio irão descobrir que algo no passado das feiticeiras, um segredo escondido no tempo, será revelado para as poder derrotar. 

Neste novo livro, uma expedição atravessa as Terras do Nada à procura da Fonte da Verdade.
Mas, a um passo da meta, surge a cruel Feiticeira das Cinzas, preparada para derrotar as Princesas e recuperar o Grande Reino… 
Uma clássica luta entre o Bem e o Mal, recheada de valores de 
solidariedade, bravura e romantismo, onde o amor à natureza,  a fraternidade e a valentia vencem os maiores obstáculos. 

Este livro, tal como os anteriores da série, é ilustrado a preto e branco, e inclui dezasseis páginas a cores com todos os segredos da Rainha. E há mais uma surpresa: a parte interior da sobrecapa transforma-se num fantástico poster da Feiticeira.

Constituído por:
- Uma folha de autocolantes A Viagem de Arlo, da Disney Portugal;

A VIAGEM DE ARLO (THE GOOD DINOSAUR) faz a pergunta: como seria se o asteróide que mudou para sempre a vida na Terra falhasse completamente o planeta e os dinossauros nunca tivessem sido extintos?
A Pixar Animation Studios leva-o numa aventura épica pelo mundo dos dinossauros onde um Apatossauro chamado Arlo faz um amigo humano improvável. Enquanto viaja através de uma paisagem misteriosa, Arlo aprende o poder de enfrentar os seus medos e descobre do que é realmente capaz. 

KIT #23

Constituído por:
- Uns auscultadores MCM 480148, da Metronic;

• 2x2 speakers : Som extraordinário graças aos quatro auscultadores integrados;
• Ajustável;
• Jack 3,5mm dourado;
• Cabo em Nylon (tipo atacadores de ténis) extremamente resistente;
• Design exclusivo Metronic;
• Muito confortável: contém uma esponja que envolve
completamente os ouvidos e a cabeça.

Constituído por:
Dimensões: 215x115x30mm

- Uma caixa de projectos Pucca, da Ambar;
Dimensões: 240x350x40mm
Tipo de Capa: Cartão


KIT #25

Constituído por:
- Um termo A Viagem de Arlo, da Disney Portugal;
- Um separador de livros A Viagem de Arlo, da Disney Portugal;
- Um relógio A Viagem de Arlo, da Disney Portugal;

A VIAGEM DE ARLO (THE GOOD DINOSAUR) faz a pergunta: como seria se o asteróide que mudou para sempre a vida na Terra falhasse completamente o planeta e os dinossauros nunca tivessem sido extintos? 

A Pixar Animation Studios leva-o numa aventura épica pelo mundo dos dinossauros onde um Apatossauro chamado Arlo faz um amigo humano improvável. Enquanto viaja através de uma paisagem misteriosa, Arlo aprende o poder de enfrentar os seus medos e descobre do que é realmente capaz. 

Para se habilitarem a ganhar um destes fantásticos kits basta preencher o formulário abaixo e seleccionar o vosso favorito.
Boa sorte!

TERMINADO
Lista de premiados AQUI.
Enviar um comentário