quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Warner Brothers impediu a participação de Shia LaBeouf em «Esquadrão Suicida»


Numa entrevista recente à Variety, Shia LaBeouf confessou que teve reuniões com o cineasta David Ayer para participar no blockbuster «Esquadrão Suicida», mas que os executivos dos estúdios Warner rejeitaram a sua contratação devido ao seu histórico de problemas recentes. O actor de 30 anos iria encarnar o Tenente GQ Edwards, papel posteriormente atribuído a Scott Eastwood: “No primeiro esboço do enredo, a personagem era bastante diferente. Quando o Will Smith assinou contrato, o argumento foi todo alterado. A história da personagem teve que ser bastante cortada para o Will ter maior destaque. Mesmo assim, aceitei reunir-me com a Warner, mas eles não me quiseram no elenco. Disseram-me que sou um bom actor, mas que também sou maluco. E não quiseram arriscar, pois o filme iria representar um grande investimento para eles”, revelou.

Mas as confidências do actor de «Fúria» não ficaram por aqui! 
Questionado sobre como foi trabalhar com Steven Spielberg, com quem colaborou no criticado «Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal» (2008), LaBeouf não esteve com meias-medidas: “Sempre quis trabalhar com o Spielberg e pensei que essa experiência iria mudar a minha vida. No entanto, quando o conheci, apercebi-me que ele não é nada parecido com aquilo que as pessoas pensam. Ele está numa fase da carreira em que é não só um director, como também uma pequena empresa.”

Recorde-se que para além do quarto capítulo das aventuras do arqueólogo mais famoso do mundo, Spielberg também produziu os thrillers «Paranóia» (2007) e «Olhos de Lince» (2008), ambos protagonizados pelo polémico actor norte-americano.
Enviar um comentário