domingo, 11 de setembro de 2016

Nuno Lopes entre os vencedores do Festival de Cinema de Veneza 2016


«The Woman Who Left», filme do cineasta filipino Lav Diaz, foi o grande vencedor da 73ª edição do Festival de Cinema de Veneza levando para casa o Leão de Ouro referente ao Melhor Filme do certame.

Entre os restantes premiados, destaque igualmente para o thriller dramático protagonizado por Amy Adams, Jake Gyllenhaal, Michael Shannon, Aaron Taylor-Johnson e Isla Fisher, «Animais Noturnos» (estreia no nosso país no próximo mês de Novembro), que arrecadou o Grande Prémio do Júri e para o português Nuno Lopes (na imagem acima), que foi distinguido com o Prémio Orizzonti para o Melhor Actor pela sua interpretação em «São Jorge» (chega às salas de cinema nacionais a 3 de Novembro), de Marco Martins.
Segue abaixo a lista de laureados do festival:

LEÃO DE OURO (MELHOR FILME):
«The Woman Who Left», de Lav Diaz

LEÃO DE PRATA (MELHOR REALIZADOR) (ex-aequo):
Amat Escalante («La Región Salvaje») e Andrey Konchalovskiy («Paradise»)

GRANDE PRÉMIO DO JÚRI:
«Animais Noturnos», de Tom Ford

PRÉMIO ESPECIAL DO JÚRI:
«The Bad Batch», de Ana Lily Amirpour

MELHOR ACTOR:
Oscar Martínez («El Ciudadano Ilustre»)

MELHOR ACTRIZ:
Emma Stone («La La Land»)

MELHOR ARGUMENTO:
«Jackie» (Noah Oppenheim)

PRÉMIO MARCELLO MASTROIANNI (MELHOR JOVEM ACTOR/ACTRIZ):
Paula Beer («Frantz»)

LEÃO DO FUTURO (FILME DE ESTREIA):
«The Last of Us», de Ala Eddine Slim

PRÉMIO ORIZZONTI PARA O MELHOR FILME:
«Liberami», de Federica Di Giacomo

PRÉMIO ORIZZONTI PARA O MELHOR REALIZADOR:
«Home», de Fien Troch

PRÉMIO ORIZZONTI ESPECIAL DO JÚRI:
«Koca Dünya», de Reha Erdem

PRÉMIO ORIZZONTI PARA O MELHOR ACTOR:
Nuno Lopes («São Jorge»)

PRÉMIO ORIZZONTI PARA A MELHOR ACTRIZ:
Ruth Díaz («Tarde para la Ira»)

PRÉMIO ORIZZONTI PARA O MELHOR ARGUMENTO:
«Bitter Money» (Wang Bing)

PRÉMIO ORIZZONTI PARA A MELHOR CURTA-METRAGEM:
«La Voz Perdida», de Marcelo Martinessi

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
«Le Concours», de Claire Simon

PRÉMIO CARREIRA (ex-aequo):
Jean-Paul Belmondo (actor/produtor) e Jerzy Skolimowski (actor/argumentista/realizador)

TALENTO VISIONÁRIO DE 2016:
Liev Schreiber (actor)
Enviar um comentário