terça-feira, 12 de abril de 2016

Francisco Nicholson (1938-2016)


Morreu esta terça-feira, na sequência de complicações decorrentes de um transplante hepático a que foi submetido há cinco anos, o actor, dramaturgo, letrista, encenador e argumentista Francisco Nicholson.

Um dos nomes mais conceituados do panorama do entretimento em Portugal, cuja carreira teve início na década de '50 no antigo Liceu Camões (em Lisboa), o versátil artista deixa atrás de si um legado marcante do qual fazem parte a autoria de «Vila Faia» - a primeira telenovela nacional, na qual também marcou presença - «Cinzas» e «O Olhar da Serpente» - novamente como argumentista e actor -, bem como a participação em filmes como «Operação Dinamite» (1967) e a comédia com "cheirinho" a western «Bonança e Companhia» - ambas ao lado do igualmente malogrado Nicolau Breyner - e ainda o sucesso de bilheteiras «Tentação» (1997), de Joaquim Leitão.


Tinha 77 anos.
Enviar um comentário