segunda-feira, 30 de junho de 2014

Instax Mini 90 Neo Classic

Matt Damon & Ben Affleck

Não é à toa que a Gala mais esperada do ano reserva uma estatueta para a Melhor Fotografia.
A arte de fotografar é indissociável ao cinema.
A fotografia constrói uma narrativa, ajuda-nos a imergir numa história, a visitar locais nunca antes vistos, a reconhecer a excelência.
Como seres humanos com a sensibilidade que nos é intrínseca não podemos ficar indiferentes ao belo. Uma boa foto tem o poder de mexer connosco: de nos fazer sorrir ou de nos comover. Tal e qual um bom filme.

Marilyn Monroe

Costumamos dizer que ler um livro é ver um filme com o coração. Neste caso, ver um filme é fotografar com o dito órgão responsável por nos bombear o sangue, porque são as imagens que mais gostamos que nos marcam, que ficam gravadas, imbuídas em nós para sempre.

Como tal, e porque acreditamos no poder da cor e do simbolismo das imagens impressas, foi com indiscutível prazer que experimentamos a nova Instax Mini 90.
A engenhoca da Fujifilm veio devolver-nos a ligação fotógrafo-máquina, a mística de fotografar e de ter um fragmento da nossa vida nas nossas mãos (ao invés de bits e bytes).
Ao dispararmos, o clique é irrepetível, não há cartão de memória e a imagem não fica armazenada digitalmente: é única!


Esta pequena maravilha de estilo retro podia limitar-se a ser só gira que se farta mas, tal como as coisas que realmente interessam, o melhor está no seu interior:
-Aprende-se num instante a trabalhar com ela. É bastante intuitiva;
-A bateria carrega rapidamente;
-Tem um ecrã de LCD que nos indica o estado da bateria;
-Tem adicionalmente um ecrã pequenino que nos indica quanto filme ainda nos resta;
-Há à venda filme "Rainbow" com rebordos coloridos, ao invés do costumeiro branco;
-Dá para escrever nos rebordos;
-Vem com uma presilha;
-Permite-nos fotografar com maior liberdade e maior controlo;
- Detecta automaticamente a claridade, ajustando a quantidade de luz que o flash realmente necessita para optimizar a imagem;
-Embora a foto saia rapidamente demora dois minutos até aparecer alguma coisa (e um total de cinco minutos até à saturação das cores ficar completa);
-A orientação da câmara é vertical mas pode ser utilizada horizontalmente;
-A lente é fixa e como tal não tem zoom. Se queremos focar alguma coisa e fazer um close-up (era inevitável colocarmos isto aqui!) temos que o fazer manualmente e aproximarmo-nos nós do objecto a fotografar;
-Tem dois botões de captação de imagem: um à frente (para quem prefere disparar verticalmente) e outro no topo da máquina (para quem opta pela abordagem mais tradicional);
-Tem encaixe para tripé;
-Tem um timer na parte detrás da câmara, para atrasar o disparo da foto;
-Tem um botão (LD) que permite aumentar a claridade da imagem, de modo a obter aqueles efeitos de luz mais artísticos;
-Tem a opção de se tirar duas fotos ao mesmo tempo, bastando para isso pressionar duas vezes o obturador. A marca teve o cuidado de colocar a opção das duas fotos exactamente para que possamos partilhar as imagens mais especiais com alguém...

Algumas celebridades que já se renderam às Intax's:

Andrew Garfield

Amber Heard

Aaron Paul


James Franco

Anne Hathaway

Angelina Jolie

Façam compilações de sorrisos, compilações de caretas - ou até compilações de postes de electricidade, se isso vos aprouver - mas criem momentos, criem pequenos pedacinhos de memória!

DISCLAIMER:
By the way, a máquina foi-nos oferecida, mas sem "strings attached". Fomos nós que a experimentámos, que escrevemos o texto e se notam algum embevecimento nas linhas que redigimos é porque a máquina é realmente gira e nós gostamos muito de tirar fotografias (embora o jeitinho seja virtualmente zero!).
Enviar um comentário